Cresci e Agora - conteúdo pra meninas crescidas

#EuNãoEsqueci

Pensei em escrever no meu Facebook, mas ia virar textão e se perder na minha timeline. Então, decidi trazer para o meu blog, meu espaço.

As últimas semanas deram força para uma discussão que sempre mexe muito comigo: violência contra a mulher.

Eu, como mulher, já tive que lidar muitas vezes com o abuso, explícito ou não, de pessoas próximas ou não. E isso me move a defender um debate aberto e sem hipocrisia sobre o assunto, pedindo uma coisa simples para começar: sensibilidade.

Algumas coisas que vou contar nunca contei para ninguém. E ressalto o meu silêncio, ele existe/existiu porque quando falamos há quem tente nos calar, e para ser sincera, eu não estava preparada para isso.

Quase todos os meus relatos não são sobre psicopatas, ou loucos, são sobre pessoas normais.

O #meuprimeiroassédio eu não lembro, já que era muito nova para lembrar.
Sei que certa vez meu avô, único avô que conheci, correu atrás de mim pelado, querendo “brincar”. Eu não lembro, mas sei que fugi dele e contei aos meus pais assim que possível. Meus pais trabalhavam fora e eu estava sobre a guarda desse “responsável”.
Meus pais acreditaram em mim e me protegeram prontamente, mas não virou caso de polícia e nunca mais se falou sobre.
Uma das poucas coisas que lembro é que dormi por muito tempo de olhos abertos depois disso.

Apesar do assédio tão cedo, esse particularmente não me fere hoje, já que caiu no esquecimento da infância.
Porém, ainda lembro bem de quando, um pouco mais crescida, fui abusada por um primo mais velho.
Eu devia ter uns 7 anos mais ou menos, ele provavelmente uns 15.
Eu dormi na casa de uma tia querida. Sou de uma família grande, cheia de primos e primas, e dormimos em galera, em colchões no chão. Esse primo estava em outro quarto, mas durante a noite trocou de lugar e ficou atrás de mim.
Eu acordei com ele se masturbando ou algo assim, mexendo na minha bunda. Eu assustada, chorei baixo e disse que queria ir para casa, ele continuou. Fiquei com vergonha de acordar todo mundo. Nunca contei para os meus pais.
O curioso desse fato é que a cultura do estupro já estava em nós, tão crianças. Ele como estuprador. Eu como vítima calada que tem vergonha de se expor.
leia mais

Ideias de casamento dourado para você se inspirar

Não há nada mais realizador do que conseguir fazer o casamento do jeitinho que a gente sempre sonhou. Seu sonho de festa e cerimonia perfeitas pode incluir, por exemplo, a palheta de cores. O casamento dourado é favorito de muitas noivas; e dá para entender o porquê, a mistura certa com outras cores e tons é capaz de deixar qualquer casamento mais refinado.

Se você está procurando inspiração para fazer seu casamento dourado esse post é para você.

casamento-dourado

O importante ao usar o dourado é saber que o excesso faz mal! O dourado é uma cor que domina, então se usado na medida certa traz sofisticação e elegância, mas se abusar fica brega.
Use nos detalhes: fitas, tampas, talheres, etc. Isso cai bem e salta aos olhos.

Convite de casamento dourado

O primeiro item a se pensar é o convite.
Você pode usar o dourado no texto, em detalhes do convite (fita, desenhos, selos) e também no envelope.

convite de casamento dourado
leia mais

Afinal, o que é ser adulto?

 

Sugestão de Trilha

Eu achava que ser adulto era trocar o desenho pela novela, o Nescau® pelo café, os doces pelos legumes, que era ser dono do próprio nariz, mas nada disso é verdade, você completa 18 anos achando que só isso é suficiente para se tornar um adulto. Criamos expectativas em cima de expectativas, passamos a adolescência em função de uma promessa, mas pra ser livre é preciso vender a liberdade.

12 leia mais

Perdi o emprego, e agora?

Ás vezes a gente passa tanto tempo em um emprego que quando somos mandados embora ficamos sem saber o que fazer. A gente se acostuma com a rotina de um determinado lugar, nos acomodamos com aquilo que está ao alcance de nossas mãos e quando isso nos é tirado ficamos sem rumo. Se você está nessa situação não se assuste, mudar é bom e necessário, mas nem sempre é fácil, então aproveite o tempo livre que você não tinha para fazer coisas que você não fazia:

Pratique atividade física

Para fazer isso não necessárimente você precise ir em uma academia (até porque o dinheiro não estará sobrando), então você pode espantar a preguiça e  ir fazer uma caminhada nas ruas ou em alguma praça perto da sua casa. Existem também canais no youtube que  te ensinam a fazer exercícios em casa, eu achei esse chamado Exercício em casa bem legal, embora eu só tenha visto as aulas de yoga. O importante é não ficar parado.

malhar-em-casa leia mais

Grafismo na decoração

O grafismo nunca abandonou o design de interiores, e com as estampas étnicas com tanta frequência aparecendo na moda de vestuário, o estilo é transmitido com muito mais força para os ambientes. O grafismo na decoração aparece em peças fáceis de aplicar e cheias de personalidade.
Dá profundidade e movimento, e ainda de quebra diminui a necessidade de muitos itens, tornando perfeito para os atuais apartamentos minúsculos.

grafismo na decoração

O grafismo em resumo é a combinação de traços e formas geométricas simples com repetição, tamanhos variados, que ganham certo “ritmo”. É muito encontrado em estampas étnicas de diversas tribos, das mais diversas regiões do globo, mas não se limitando a isso.

O grafismo na decoração é coringa para espaços pequenos. Com poucas peças é possível criar a repetição necessária para que o ambiente tenha unidade. É fácil de combinar com peças lisas e uma boa composição é capaz de ampliar o espaço sem deixar a sensação de monotonia. leia mais

mais antigos >