compartilhe:

Relacionamento ficou sério: morar junto ou não?

Chega um momento na vida de todo casal que o relacionamento é sério demais para continuar apenas no namoro, mas nem tão sério assim para casar. Os mais apaixonados começam a pensar na ideia de ir morar junto, e como deve ser bom ter uma casinha, um carrinho, um cachorrinho e todos os outros diminutivos. Mas será que vale a pena mesmo fazer essa decisão agora?

As vezes ficamos perdidos nos nossos sonhos de um futuro maravilhoso, e esquecemos de um detalhe que pode fazer toda a diferença: por mais que conhecemos uma pessoa, nós não sabemos de nada até conviver com ela dia a dia.

morar-junto

Eu, por exemplo, acabei de me mudar com o meu namorado, e sei que foi a decisão mais certa que já tomei para a minha vida, mas ela não foi nem de longe feita de uma hora para a outra. Nos conhecemos há 5 anos, namoramos há dois, e comecei a conviver quase diariamente há um ano, antes de realmente morar junto. Cheguei a passar  mais de um mês com ele, dividindo tudo e brincando de casinha, antes de realmente ter certeza do que queria fazer. E essa experiência fez toda a diferença.

O que acontece é que por mais que você saia com uma pessoa todo fim de semana, você esquece que ela também peida – bem fedido, faz cocô, faz bagunça, faz sujeira e não limpa, e tem um estilo de vida completamente diferente do seu. Quando isso é posto à prova sem nenhum tipo de experiência antes, você fica em choque. Simples assim.

E como o nosso papel é te preparar para a vida adulta e te fazer pensar em tudo antes de tomar uma decisão importante, aqui vão algumas coisas para você fazer e pensar muito bem antes de ir morar junto.

1. Faça um período de experimentação

Esse é sem dúvida o mais importante. Passe trocentos fins de semana na casa dele, e se puder, passe até uma semana inteira – ou mais! Se ele não morar sozinho isso pode ser um pouco complicado, mas tente. Conviver é importante, saber como ele leva a vida dele é importante, tanto quanto ele saber como você leva a sua. Fiquem trocando visitas demoradas assim, até tudo parecer completamente normal.

2. Saiba que algumas coisa não vão mudar

Se ele odeia lavar louça, eu duvido muito que ele vai passar a gostar quando vocês começarem a morar juntos. Tem coisas que simplesmente não mudam, e você ir morar junto na esperança de que tudo vai ser perfeito só vai servir para quebrar a sua cara. O importante aqui é conversar sobre tudo, e não engolir nada até que esteja resolvido.

morar junto ou não

3. Deixe claro que você também não vai mudar

Assim como ele não vai mudar em algumas coisas, você também não vai. Se moldar para ser a “mulher perfeita” não vai fazer ele te amar mais, e vai te fazer ficar infeliz. Então não tente se mudar e se forçar a fazer tudo do jeito que ele goste, porque a vida não funciona assim. Seja sempre você mesma.

4. Não seja egoísta, e não deixe ele ser.

Tratos. Façam tratos e acordos sobre tudo. Deixem tudo conversado, tudo combinado. Decidam quem vai fazer o quê, quantas vezes por semana e quais as exceções. Assim, todo mundo cede um pouco, mas ninguém fica prejudicado. Vocês podem fazer trocas: se ele não gosta de lavar a louça e você não gosta de levar o lixo pra fora, deixe que você lava sempre e ele leva o lixo todo vez. o/

5. Não entre em pânico.

Não entre em pânico - morar juntoEm letras grande e garrafais: DON’T PANIC! A vida adulta não é fácil. Contas vão chegar, vocês vão gastar mais dinheiro do que deveriam ter gastado, vão precisar de coisas da casa e não vão ter, vão fazer merda, vão errar, vão ver que a vida sem a mãe é difícil. Então calma. Deem risadas juntos de tudo o que acontecer, e não abandonem um ao outro. A vida é assim, e tudo o que vocês podem fazer é aceitar. Não fiquem bravos ou tristes por qualquer coisa, porque tudo passa. Não briguem por besteira, e principalmente NÃO DURMAM BRIGADOS. Vocês tem um ao outro para passar por isso juntos, não desgastem isso rápido.

E por último, mas não menos importante, aproveite cada segundo <3 É uma experiência maravilhosa começar uma vida com alguém. Não se deixa parar por medo, se nada justifique ele!

Mas se não quiser, não se esqueça que é tudo bem mudar de ideia.

Autor:

Curte livros, podcasts e acha que o amor é importante. Adora azul, tem uma playlist só para cozinhar e só continua escrevendo porque disseram que ela era boa nisso.

Comentários deixe sua opinião sobre esse artigo

0 comentários em “Relacionamento ficou sério: morar junto ou não?”

Deixe um comentário simpático :D