compartilhe:

É TETRA, É TEEEETRAAAA!!! – Brasil x Espanha

Tic-tac verde-amarelo. Brasil x Espanha: a Seleção Canarinho atropela a Fúria e garante a taça da Copa das Confederações 2013.  Galvão pode gritar novamente a frase que o consagrou “É TETRA, É TEEEETRAAAA!!!!!”

Brasil: Campeão da Copa das Confederações

Embalada pela torcida, a seleção diz se orgulhar de representar o povo brasileiro. Mesmo tendo se pronunciado pouco sobre os protestos durante a competição, a energia dentro do estádio influenciou dentro de campo. Mais de uma vez comentou-se sobre como era bonito e tocante ver o público cantando o Hino Nacional do começo ao fim, mesmo depois de pararem de tocar a melodia. Daniel Alves e o capitão Thiago Silva afirmaram que os protestos motivaram a seleção dentro de campo e mesmo tendo de driblar a política, tinham que mostrar que estavam ligados na situação do país e queriam dar alguma alegria ao povo descontente com a situação vivida no país.

O jogo

O Brasil pressionou a Espanha o tempo todo, e com quase 2 min. de partida, numa jogada meio atrapalhada, Fred fez o primeiro gol do Brasil – deitado em berço esplêndido, o atacante fez um dos gols deitados mais bonitos do mundo!

Fred arrasando de novo!

Aos 15 minutos, Paulinho quase fez um golaço, mas Casillas salvou. O primeiro chute a gol espanhol foi só aos 18 minutos, com Iniesta.

Numa arrancada da Fúria, os espanhóis passaram por Júlio César e quando o gol parecia iminente surgiu David Luiz se esticando todo tirando a bola quase em cima da linha. Esse carrinho com certeza o redimiu pela falha que gerou o pênalti uruguaio no jogo anterior.

Aos 44 minutos, jogada linda entre Oscar e Neymar garantiu o segundo gol: No meio da troca de passes, o camisa 11 percebeu que Neymar estava impedido no lance e prendeu a bola, dando tempo para o camisa 10 recuar e sair da posição irregular. Novamente com a bola aos sues pés, Neymar deu uma patada forte e seca na bola, sem chance para o goleiro espanhol. Termina o primeiro tempo com a torcida vibrando: 2 x 0.

Piqué expulso

E logo na volta do segundo tempo, ele de novo: Fred marca o terceiro e definitivo gol da vitória canarinho. Mesmo com a pancada a Espanha não desistiu. Aos oito minutos o susto: pênalti para a Espanha. Sergio Ramos se concentrou, mirou e… pra foooraaaa!!! Mas mesmo assim, eles não desistiram. Mesmo depois, com Piqué sendo expulso após derrubar Neymar, a Fúria não desistiu. Honrou seu manto e não desistiu sem lutar. Felizmente para nós, sua persistência não foi suficiente.
Espanha atacando
Brasil x Espanha
Camisa 10 comemora

É tetraaaaaa!!!

A consagração de Felipão

Depois de uma passagem mal-sucedida no Palmeiras (time paulista que veio a cair no fim do ano passado) o técnico foi tachado como ultrapassado, fracassado, fim-de-carreira. Muitos pediram sua aposentadoria mas também foram muitos os que pediram seu nome na seleção. Afinal, esse era o técnico do Penta!  O técnico da seleção brasileira teria muito mais possibilidades de acertar um time campeão do que o técnico de um time com graves problemas de administração. E foi isso que Felipão comprovou: ele podia escolher os melhores, e assim o fez. Ainda mais: fez com que se entendessem, que realmente formassem um elenco de qualidade. Com o auxílio do tetracampeão Parreira tivemos o retorno triunfal da “família Scolari”, um time para dar alívio e orgulho a uma torcida tão judiada.

O time no fim nem era tão diferente do que Mano Menezes havia tentado, mas Felipão e Parreira fizeram a coisa funcionar – mesmo com a teimosia do técnico com alguns jogadores execrados pela mídia como o bundudo-supremo Hulk.

Mais do que o título da Copa das Confederações, Scolari e Parreira reconquistaram a confiança da torcida de que esse time tem sim chances de avançar na Copa do Mundo e quem sabe frustrar os “profetas do pessimismo” que previram vergonha e desgraça em nossa própria casa. Dá pra sentir a energia renovada nas ruas. #VemPraRua

Pode comemorar Felipão!

Quem diria?

E não é que o cai-cai Neymar mostrou o seu valor na competição?

Neymar todo prosa

Contra todas as críticas de que “ele não rende na seleção”, ”é uma invenção da mídia”, “nunca será como o Messi” o garoto da Vila mostrou um futebol de vibrar. Continua caindo, mas mostrou que fez por merecer a sua contratação pelo Barcelona e com certeza deixou os espanhóis boquiabertos com sua performance, arrancando elogios até mesmo de Piqué após a partida.

Recuperar sua reputação e a confiança do torcedor não foram as únicas coisas que Neymar Jr conseguiu: também ganhou a Bola de Ouro dada ao craque do torneio, terminou como terceiro artilheiro e foi reconhecidamente decisivo na conquista do título. Com certeza os espanhóis estão mais tranqüilos quanto a sua contratação.

Pós-Jogo

E o Hulk causou de novo com a mulherada… E dessa vez não foi saracoteando seu tão falado traseiro. Após a vitória, o jogador paraibano postou uma foto em seu instagram que fez a internet brasileira vibraaaaaaaaaaaaaaarrrrrr: Ao tirar uma foto sua com a taça e o zagueiro Réver, Hulk esqueceu de ver como estava o cenário ao fundo e expôs um companheiro de cueca e o gigante-adormecido de Diego Cavalieri, que estava sentado, apenas de toalha.

Depois dos primeiros comentários, ele apagou a foto, mas claro que já era tarde demais…

Hulk, a taça, Réver e #OhGod Diego Cavalieri

Só alegria!

\o/

Autor:

Designer, viciada em esmaltes e tipografia. Fetichista, andarilha e ri muito alto. Acredite, gosta de futebol. Em busca de um namorado palmeirense para acompanhá-la nos estádios.

Comentários deixe sua opinião sobre esse artigo

0 comentários em “É TETRA, É TEEEETRAAAA!!! – Brasil x Espanha”

Deixe um comentário simpático :D