doença Archives - Cresci e Agora

#OutubroRosa – cortei meu cabelo para ajudar quem tem câncer

Meses atrás fui no ginecologista e descobri que tinha um caroço de 4cm no seio direito, um caroço desse tamanho chega a ser visível olhando. Foi um susto e tanto, ouvi do meu ginecologista e também do médico que fez minha ultrassom de mama a mesma pergunta: como você não viu isso antes?

A parte boa é que era só um nódulo benigno, ou seja, depois dos exames me certifiquei que não era câncer. Ufa! Mas poderia e eu não tinha visto.

Outubro é o mês pra gente se lembrar que o câncer de mama é uma das doenças que mais atingem as mulheres. E por isso tudo fica rosa na cidade pela campanha de prevenção :) Você também pode participar! Pode vestir rosa, pintar as unhas, os cabelos, qualquer coisa para apoiar a causa, e claro, mais importante do que isso: pode e deve se autoexaminar e também marcar aquela consulta (e exames) de rotina com seu ginecologista ou mastologista.

outubro-rosa

Se descoberto bem no começo, o câncer de mama tem até 95% de chances de cura. Então é importante que a gente se olhe, se toque, conheça nosso corpo. Quanto antes for diagnosticado melhor!
leia mais

Depressão: O que é, quais seus sintomas e qual o tratamento?

DepressãoDepressão deixou há muito de ser um estado de espirito para se tornar uma doença séria, que anda afetando cada vez mais pessoas com o passar dos anos, numa faixa etária cada vez maior. A depressão é caracterizada por ser um distúrbio afetivo onde tristeza, melancolia, pessimismo e baixa estima se misturam entre si, podendo servir de porta para inúmeras outras situações ruins como o uso de drogas, a auto-flagelação e em casos mais graves homicídios e suicídios.

A depressão altera a maneira como a pessoa vê o mundo, como pensa, como se relaciona, como dorme, como come. É muito mais do que apenas estar de mal humor ou de mal com a vida. Existem diferentes tipos de depressão, dentre eles, os mais comuns são:

 

Depressão leve: Na depressão leve, a doença vai e vem, havendo períodos em que ela está forte e outros que ela nem existe. Normalmente essa variação começa após algum acontecimento ou acidente traumático.
Depressão grave: Diferente da depressão leve, a grave não conta com oscilações de comportamento e humor. São longos períodos(de no minimo 2 semanas) de desânimo, falta de prazer em tudo, distúrbios no sono, sentimento de culpa, idéias pessimistas e etc. leia mais

ENDOMETRIOSE: O que é, diagnóstico e tratamento

Endometriose é o crescimento do endométrio fora do útero. Mas onde fora do útero esse endométrio cresce e o que acontece quando ele decide que o útero já não é o bastante para ele? Dando continuidade a série de post as doenças que mais afetam as mulheres vamos falar da endometriose, uma doença de diagnóstico difícil e lento, e que pode causar desde uma cólica muito forte, até a infertilidade.

O endométrio é aquela camada ou “pelinha” que reveste o útero, e que quando não ocorre a fecundação do óvulo, essa camada é eliminada em forma de menstruação. Porém, na endometriose, o endométrio cresce em outros lugares além da parede do útero. E aí vem a pergunta: mas como que isso pode acontecer?
Ainda não existe uma explicação 100% certa para isso, mas alguns dos motivos mais prováveis são: falhas no sistema imunológico, transformação de células que assumem as características de endométrio e a menstruação retrógrada.

Menstruação retrógrada? Mas o que é isso?

endometriose

Menstruação retrógrada nada mais é que um desvio do fluxo menstrual pelas tubas uterinas. Em resumo, além da eliminação do endométrio para fora do seu corpinho, uma parte desse endométrio vai para outras partes dentro do corpo, como ovários, intestinos, e em casos bem raros (e bem graves), chega aos pulmoẽs e sistema nervoso. E mesmo fora do útero ele continua fazendo a função dele: crescer, esperar o óvulo, e caso ele não apareça, se soltar para ser eliminado. Só que como não tem uma saída, ele vai grudando cada vez mais e mais nos outros órgãos.

Quais são os sintomas da endometriose?

leia mais

O que é HPV? Sintomas, tratamento e vacina.

HPVContinuando a série de post Doenças que mais afetam as mulheres, hoje vamos falar de HPV. O que é o HPV? Qual o tratamento do HPV? Quais os sintomas do HPV? E também, sobre a vacina para HPV.
Estima-se que cerca de 30% das mulheres serão infectadas por algum tipo de HPV no primeiro ano da vida sexualmente ativa. Mas KEEP CALM, porque nem todos os tipos de vírus tem risco real para você, e podem ser combatido sozinho pelo sistema imunológico.
O que também não significa que seja uma doença sem risco algum, alguns tipos de HPV são os principais responsáveis pelo cancêr de colo de útero.

O que é HPV?

O HPV, na verdade é um conjunto de mais de 100 tipos de vírus conhecidos genericamente por Papilomavirus Humano.
A doença pode atacar a vagina, colo de útero, ânus e pênis, e em menor proporção a pele, laringe e esôfago.

Alguns tipos de vírus podem provocar verrugas genitais, muito conhecidas como Crista de Galo, e alguns tipos, alto risco, podem ser os principais responsáveis pelo câncer de colo de útero. O doente pode ter mais de um tipo de HPV simultaneamente.
leia mais

Candidíase: o que é e como curar

Saúde da MulherCandidíase é uma infecção causada pelo fungo Candida albicans. Apesar de a doença também poder ocorrer em diversos órgãos do corpo, como a candidíase oral (sapinho), mas vamos falar aqui exclusivamente da Candidíase Vaginal.

A doença é um dos motivos mais comuns de levar mulheres ao ginecologista, isso porque até os 25 anos metade das mulheres já terão sofrido pelo menos um episódio da doença.
Tá vendo? É bem comum, então o problema não é você.

O que é candidíase vaginal?

A Candida é um fungo natural da flora vaginal, quando esse fungo entra em desiquilibrio com o organismo é causada a infecção, candidíase.
Pra ficar claro, todos sabemos que em nossa pele temos centenas de bactérias, mas isso não significa que estejamos doentes, com a candida é a mesma coisa, temos candida no nosso organismo, o que não significa que tenhamos candidíase. Ficou claro? :)
leia mais

mais antigos >