Trabalho Archives - Cresci e Agora

Perdi o emprego, e agora?

Ás vezes a gente passa tanto tempo em um emprego que quando somos mandados embora ficamos sem saber o que fazer. A gente se acostuma com a rotina de um determinado lugar, nos acomodamos com aquilo que está ao alcance de nossas mãos e quando isso nos é tirado ficamos sem rumo. Se você está nessa situação não se assuste, mudar é bom e necessário, mas nem sempre é fácil, então aproveite o tempo livre que você não tinha para fazer coisas que você não fazia:

Pratique atividade física

Para fazer isso não necessárimente você precise ir em uma academia (até porque o dinheiro não estará sobrando), então você pode espantar a preguiça e  ir fazer uma caminhada nas ruas ou em alguma praça perto da sua casa. Existem também canais no youtube que  te ensinam a fazer exercícios em casa, eu achei esse chamado Exercício em casa bem legal, embora eu só tenha visto as aulas de yoga. O importante é não ficar parado.

malhar-em-casa leia mais

Onde achar um primeiro emprego?

Primeiro empregoQuando você está com os seus 17, 18 anos, a pressão para conseguir um primeiro emprego e virar adulto de uma hora para a outra começa a surgir.  E é super normal ficar perdido nessa época! São várias perguntas passando pela sua cabeça, e muito provavelmente você nem sabe a área que você quer seguir ainda. E se você não sabe o que você quer ser, como saber no que quer trabalhar, né?

Acho que a primeira coisa que você tem que aceitar é que: Você NÃO VAI começar a trabalhar com aquilo que você quer fazer no futuro.

Um primeiro emprego normalmente é aquele emprego que você só começa para conseguir dinheiro – porquê disso você vai precisar bastante! Então vai ser algo bem normal mesmo, nada de estagiário, junior, pleno. Só assalariado. Mas se você puder esperar para uma carreira na sua área, já falamos sobre isso no nosso post de Primeiro emprego :)

Tem alguns lugares que são ótimos para sair distribuindo currículo para uma primeira experiência profissional, já que eles costumam aceitar pessoas sem experiência fácil e a rotina de trabalho não é tão difícil quanto um mais sério. É só ter um pouco de paciência e simpatia sobrando. leia mais

5 regras básicas da negociação salarial

Se você está procurando emprego ou pensando em pedir um aumento é bom saber como lidar com esse momento delicado da negociação salarial.

O medo de ser agressivo demais ou o sentimento de desconforto com a negociação em si faz com que muito profissionais deixem de ser ativos quando se trata de negociação salarial. Resultado é que segundo uma pesquisa do PayScale, apenas 43% dos profissionais dizem pedir um aumento.

No Brasil, estamos vivendo o tal do “pleno emprego”, ou seja, se você acha que está difícil pra você conseguir um emprego novo, está ainda pior para as empresas conseguirem encontrar um bom profissional para a vaga. Aproveite o momento para buscar um salário justo.

negociação salarial

Para que você consiga o salário que merece, veja essas 5 regras da negociação salarial.
leia mais

Como abrir sua primeira empresa (MEI – apenas para São Paulo)

Se você é freelancer, blogueiro, empreiteiro ou qualquer dessas coisas em que você não tem patrão, ou seja, trabalha “por conta própria”, você pode (e deve) se formalizar como empresário. Ou seja, abrir sua primeira empresa – com CNPJ, emissão de nota fiscal e todas essas coisas.

A boa notícia é que desde 2008 você pode abrir sua primeira empresa de forma muito fácil, sem precisar de contador e com um custo muito muito baixo. Esse é o MEI (Microempreendedor Individual).

Para ser considerado um Microempreendedor Individual você deve ter rendimento de no máximo R$60.000,00/ano – em média R$ 5.000,00/mês.

Vantagens de formalizar:

  • Facilidade na hora de abrir conta em banco, pegar empréstimo, etc.
  • Poder contratar até 1 funcionário com salário mínimo.
  • Ficar isento de tributos federais (como o Imposto de Renda).
  • Cobertura previdenciária (auxílio-doença, auxílio-maternidade, etc.).
  • Consultoria contábil gratuita para formalização.
  • Apoio do SEBRAE.

MEI - Primeira Empresa

O que você como microempreendedor precisa pagar?
Pagamento mensal de R$ 39,40 – 5% do salário mínimo para o INSS + R$ 1,00 ou R$ 5,00 dependendo da categoria (comércio e indústria ou prestador de serviço).
Ou seja, R$44,40 no máximo por mês.
E só.
leia mais

Licença paternidade – quantos dias você tem direito

licença paternidadeQue a mãe tem direito a licença maternidade todo mundo sabe, mas pouca gente sabe do direito do trabalhador CLT pai à licença paternidade.

A licença paternidade é constitucional, e está prevista no art. 7º, inciso XIX da Constituição Federal/88.

“Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: […]
XIX – licença-paternidade, nos termos fixados em lei;”

O número de dias garantidos ao trabalho está previsto no art. 10, § 1º do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Brasileira/88

“Art. 10 – Até que seja promulgada a lei complementar a que se refere o Art. 7º, I, da Constituição: […]
§ 1º – Até que a lei venha a disciplinar o disposto no Art. 7º, XIX, da Constituição, o prazo da licença-paternidade a que se refere o inciso é de cinco dias.”

Ou seja, o pai tem direito a 5 dias licença paternidade após o nascimento do filho (seja casado com a mãe ou não).

A lei não deixa claro como deve ser contado os cinco dias, mas como licença remunerada, o comum é que não se conte os dias que o pai já teria folga (como sábado e domingo, por exemplo).
Então se a criança nasce na quinta, o pai teria direito a “faltar” quinta, sexta (pula sábado e domingo – se não for dia útil de trabalho) e volta a contar na segunda, terça e quarta, sem nenhum prejuízo no salário.
leia mais

mais antigos >