compartilhe:

Carta de apresentação: 5 dicas essenciais de como fazer

Quando morei no exterior aprendi a importância de uma boa carta de apresentação, já aqui no Brasil ela não é tão requerida, mas com os sites de empregos dominando o “mercado de vagas” tem se tornado cada vez mais importante.

carta de apresentação

Essa é uma “dica extra” que muitos sites simplesmente esquecem de mencionar para a gente: carta de apresentação por e-mail ou site na internet é completamente diferente de uma carta de apresentação entregue em mãos ou pelos correios (que convenhamos, a cada dia isso é menos usado)!

Então, você vai ler muito por aí para usar papel claro, apenas uma folha, assinar, etc. Vou pular essa parte e dar, de fato, 5 dicas úteis e atuais para fazer uma boa carta de apresentação e conseguir aquela vaga de emprego que você tanto almeja. Vamos lá?

1. Faça uma carta de apresentação para cada vaga

Isso para mim parece óbvio, mas infelizmente não é ou os candidatos simplesmente ignoram!
Cada vaga DEVE ter uma carta de apresentação própria e SEGMENTADA.

Leia com cuidado a vaga – leia 10 vezes se for necessário – e só então comece sua carta. Nela você deve se apresentar e deixar claro porque você é o melhor candidato para aquela vaga.

Nunca conte a história da sua carreira na carta, afinal ela deve ser curta e objetiva. Foque nos seus pontos fortes que tem relação com a vaga.
Por exemplo, caso eu me interessasse por uma vaga de redatora de mídia digital, poderia mencionar que tenho um blog que escrevo constantemente, até citar o endereço, isso provavelmente me daria pontos com o recrutador; porém, seria inútil e poderia até me atrapalhar caso a vaga fosse para assistente administrativo.

Saber dosar o que mencionar e o que você, como profissional, oferece para a vaga e agregaria a empresa pode te deixar um passo mais próximo da entrevista de emprego.

2. O recrutador não tem o dia inteiro

O recrutador tem UMA vaga aberta e para essa única vaga vai ler dezenas, talvez centenas, de currículos, economize o tempo dele!

Sua carta precisa ser curta (não adianta reescreve seu currículo inteiro) e deve ressaltar seus melhores pontos de forma que o recrutador esteja convencido que você é bom rapidamente. Esse é o seu espaço para o marketing pessoal 😉

Leia sua carta de apresentação, se você não se convidaria para uma entrevista, a empresa tão pouco.

3. Seja ultra-específico e tenha personalidade

Mencione o nome da empresa para qual você está se candidatando, assim como o cargo!
Parece bobo, mas às vezes lendo algumas cartas de apresentação parece que era para outra vaga. Isso acontece pelo copia+cola dos ~modelos~ da internet. POR ISSO SOU CONTRA COPIAR MODELOS PRONTOS!

Crie sua carta com sua própria linguagem e estilo (ainda assim seja profissional, claro). Nada como uma carta com personalidade!

Comece, quando possível, como o nome da pessoa que vai receber seu currículo. Seja cordial.

4. A primeira impressão é a que fica

Revise a gramática e ortografia! Releia sua carta de apresentação, dever estar tudo escrito corretamente, assim como os pontos, vírgulas e espaços bem aplicados.
Não escreva tudo em maiúsculo!

Confira se está claro, objetivo, coerente com a vaga e consistente.
Não use vícios de linguagem e muito menos gírias.
Escreva na primeira pessoa.

Fuja dos clichês, 90% dos candidatos vão escrever que são “dedicados, aprendem fácil, organizados… etc”. Seja sincero ao destacar seus pontos fortes, isso ficará evidente.

NUNCA mencione aspectos negativos.

5. Tá, ok. Mas o escrever na carta de apresentação?

como fazer uma carta de apresentação

Na sua carta de apresentação, faça no máximo 4 parágrafos (ou blocos de conteúdo). Seja claro, objetivo e consistente.

Parágrafo 1
Direcione para quem é a vaga:
“Prezada Paulo,”,
“Ao Departamento de Recursos Humanos,”,
“Prezados Senhores,”

Depois comece se apresentando, cite o objetivo (o título do cargo) e também o nome da empresa (confira se está correto).
Fale brevemente sobre a sua formação e seu tempo de experiência de forma genérica. Use frases curtas!

Vai ficar algo como:

Prezado Diretor Roberto,
Escrevo para me candidatar a vaga de Analista de Marketing, na empresa Coca-Cola, anunciada no site Catho. Sou formado em Tecnologia em Marketing pela FGV e tenho 6 anos de experiência na área.

Parágrafo 2
Sabe a descrição da vaga? Nela vai ter várias informações para te orientar o que escrever nesse parágrafo (bloco), mencione aqui seu conhecimento sobre as tarefas descritas e as exigências da vaga.

Seja especifico e escreva para DOIS público: o leigo e o especialista. Isso significa que no mesmo parágrafos você pode colocar uma palavra genérica e depois mencionar especificamente quais as “ferramentas” ou técnica que você conhece.
Por exemplo, um programador pode dizer “domínio diversas linguagens de programação (PHP, .Net, C++)”.
Evite repetição. Não force o que você já disse no parágrafo anterior.

Se você for um profissional com muita experiência ou tiver resultados muito legais pode usar mais um parágrafo para mencionar isso.
Por exemplo, se você é publicitário pode mencionar quais as marcas de expressão com qual já trabalhou, ou se você ganhou algum prêmio com seu trabalho.

Esse parágrafo (ou parágrafos) do meio acaba sendo um pouco mais extenso, mesmo assim releia e corte palavras/ sentenças desnecessárias.

Se não tiver experiência ainda, fale sobre sua vida academica. Se sua vida academica também não for grande coisa, mostre interesse pela área/ cargo, pesquisa um pouquinho e conte como você poderia aprender e ajudar com os processos que a vaga exige (use termos técnicos/ especificos quando possível).

Parágrafo 3
Chega de falar de você! Use esse parágrafo para falar do recrutador.

Você encontra meu currículo anexo”.
Você pode me ligar no telefone 0000-0000”
“Obrigado pelo seu tempo”
“Aguardo seu contato”

Se despeça e peça! Incentive uma ação “me ligue”, “me chame para um entrevista” ou algo similar.

Eu costumava usar exatamente o mesmo último parágrafo para todas as cartas de apresentação que já enviei (todas me deram resultado positivo), que em português ficaria algo como:

Por favor, encontre meu currículo anexo para sua apreciação. E meus últimos projetos no endereço www.enderecodomeusite.com.br.
Você pode me contactar, a qualquer momento, por email meuemail@meuemail.com.br ou por telefone 0000-0000.
Obrigado pelo seu tempo. Eu aguardo com expectativa seu retorno.

Atenciosamente,
Erica France

(em inglês ficava mais legal :P)


Revisando

  • Seja cordial.
  • Seja curto.
  • Respeite o português.
  • Seja especifico.
  • Escreva com personalidade (não copie).
  • Relacione sua carta de apresentação à vaga.
  • Faça uma carta de apresentação por vaga.
  • Escreva para o leigo e para o especialista.
  • Peça uma ação do recrutador.
  • Fuja dos clichês.

É basicamente isso :)
Espero sinceramente que esse artigo ajude profissionais que estão em busca de uma nova oportunidade de emprego.
Se você tiver mais alguma dica, nos conte nos comentários. Dúvidas também são bem-vindas :)

Autor:

Publicitária, por formação. Webdesigner, por curiosidade. Chocólatra, por vício. Mulher, por falta da opção de ser uma menina super-poderosa e salvar a cidade de Townsville.

Comentários deixe sua opinião sobre esse artigo

0 comentários em “Carta de apresentação: 5 dicas essenciais de como fazer”

Deixe um comentário simpático :D